Pentagrama

Significado do símbolo Pentagrama

Pentagrama é um símbolo muito comum entre estudantes de magia, práticas esotéricas e ocultismo
e por isso carrega consigo certa aura de mistério.
Trata-se de uma figura formada por uma estrela de cinco pontas dentro de um
círculo. O círculo representa o eterno, e as cinco pontas simbolizam os cinco
elementos.



O pentagrama, ou estrela de cinco pontas, muitas vezes é considerado um
símbolo satânico. Mas isso é um equívoco. Trata-se de um símbolo muito presente
ao longo da história da humanidade e que ganhou significados diversos ao longo
do tempo, sempre ligado de uma forma ou de outra com os 5 elementos da
natureza, a terra, a água, o ar, o fogo e o espírito.



O circulo que aparece ao redor da estrela do pentagrama é um símbolo da
totalidade e da sabedoria, representando também a cura e a proteção. O circulo
não tem principio ou fim, é um ciclo infinito que termina e recomeça sempre.



O pentagrama é representado com cinco triângulos que se entrelaçam, e
nesse sentido representam também a força de nossos cinco sentidos, visão,
olfato, tato, audição e paladar, enquanto que o sexto sentido estaria
representado pelo centro da estrela.



Contudo, mesmo não sendo um símbolo eminentemente satânico, o pentagrama
também é adotado pelos satanistas. Entretanto, para estes o símbolo aparece
invertido, ou seja, a quinta ponta da estrela ao invés de ficar virada para
cima é usada virada para baixo. Assim, a ordem e o significado dos quatro
elementos mudam. Os símbolos fogo e terra ficam para cima, com o fogo representando
o poder, o desejo e a paixão e a terra representando a prosperidade e os bens
materiais. Enquanto que a espiritualidade ou espírito se encontram voltados
para baixo.



O Pentagrama em Diversas Culturas
ao Longo da História



O pentagrama aparece como símbolo ao logo da história em diversas
culturas, a seguir algumas das mais importantes.



Na Idade Antiga o pentagrama aparece na Mesopotâmia simbolizando o poder imperial. No Egito o símbolo
representava o útero da Terra
estando associado com as pirâmides. Enquanto que para os Hebreus (antigos
judeus) o pentagrama é um símbolo da verdade
e dos cinco livros da Torá, sagrados para o judaísmo e que os cristãos conhecem
como pentateuco, os cinco primeiros livros do Velho Testamento.



O filósofo grego Pitágoras usava o pentagrama como símbolo de saúde e conhecimento, e os pitagóricos, seus seguidores, o usavam para
reconhecer-se entre si, além de usarem o símbolo também como um talismã.



Na Idade Média o pentagrama foi adotado como símbolo por alguns
cavaleiros cristãos. Cristãos desse mesmo período identificavam o pentagrama
com as cinco chagas de Cristo, sendo considerado um símbolo de verdade e uma proteção contra demônios e maus
espíritos.



Ainda na Idade Média vemos o símbolo entre os druidas que o consideravam
como a cabeça de Deus. Enquanto que para os Celtas o pentagrama tinha relação
com Morrigan, a deusa subterrânea.



Na Idade Moderna ele também aparece na arte. Leonardo Da Vinci em 1490
cria o desenho que ficou conhecido como Homem
de Vitruvio
. No desenho, que representa um ser humano perfeito e sua
ligação com o cosmos, vemos um homem com suas mãos e pernas estendidas de forma
a se ajustarem às cinco pontas de um pentagrama e a sua simbologia.






Na Idade Contemporânea, ele aparece em várias culturas ocultistas. Vemos
o símbolo, por exemplo, na tradição Wicca, representando, entre outras coisas,
um ser humano com seus membros estendidos, rodeado pela sabedoria do universo ou pela “Deusa” como estes também costumam
dizer.  









↑ VOLTAR AO TOPO ↑


Receba o nosso conteúdo direto no seu email!

↑ VOLTAR AO TOPO ↑