Ajude seus filhos na fase de volta às aulas

Saiba o que você pode fazer para preparar seus filhos para o início das aulas.

shutterstock_144699286
A volta às aulas pode ser uma fase muito difícil para as crianças, e isso acontece porque elas acabam se acostumando com o período de férias, quando geralmente não tem hora pra acordar e nem tem que lidar com as lições de casa. Mas existem algumas dicas que podem ajudar os pais e seus filhos durante esta etapa, e fazer com que eles tenham um bom começo de ano letivo.

Experimente utilizar os últimos dias de férias para acostumá-los aos poucos com a rotina da escola. Faça com que eles durmam e acordem cedo, no horário em que terão que despertar durante a semana para ir para as aulas, assim eles já estarão mais acostumados no retorno ao colégio e será mais fácil chegarem na hora certa.

Tente ainda servir o café da manhã e o almoço em um horário que possa ser cumprido  também durante o ano letivo. Outra dica importante, principlmente se o seu filho estuda de manhã, é planejar alguma atividade fora de casa cedinho. Isso evita que eles acabem o café da manhã e fiquem vendo TV, e ajuda a criar novamente o hábito de trocar de roupa na hora certa, antes de ir para a escola. Esta atividade pode consistir em levá-lo para comprar o material escolar, o que já vai acostumando ele com a idéia da volta à escola.

Quando as aulas realmente começarem, certifique-se de fazer com que seus filhos tenham um horário reservado para os deveres de casa. Assim, ele saberá que durante este tempo deverá se dedicar ao estudo, e deixar a brincadeira para depois.

Algumas crianças ficam um pouco nervosas sobre voltarem para a escola, pois um novo ano significa que eles terão professores diferentes, colegas novos, e talvez até o colégio seja diferente. Este nervosismo não dura muito tempo, mas esta é uma fase onde eles devem se adaptar a estas mudanças. Nesses casos, é importante conversar com seus filhos e mostrar que você sempre poderá ajudar em qualquer problema, e manter o canal de diálogo aberto, de maneira que ele se sinta seguro em lhe contar suas ansiedades e temores, para que você possa auxiliá-lo no que for preciso.